Internacional

Primeira mulher negra a responder ao discurso do Estado da Nação

Os democratas responderam a Trump pela voz de Stacey Abrams, ex-governadora da Georgia, estrela em ascensão no partido, que culpou o presidente pela paralisação parcial do governo federal, a mais longa da história

Os democratas responderam ao discurso do Estado da União do presidente norte-americano, Donald Trump, através da voz de Stacey Abrams,de 45 anos, ex-governadora do estado da Georgia. Abrams é uma estrala em ascensão no partido democrata e faz história como a primeira mulher negra a dar a resposta democrata ao Estado da União. 

A ex-governadora qualificou a paralisação parcial do governo federal norte-americano, a mais longa da história, como uma "manobra orquestrada pelo presidente", garantindo que a população "está a ser esmagada pela liderança republicana, que ignora o que é a vida real ou não a compreende".  Abrams recusou uma diminuição da crítica democrata à política migratória do executivo de Trump: "Sabemos que colaborações bipartidárias poderiam estabelecer um plano para a imigração do século XXI, mas esta administração escolhe enjaular crianças e separar famílias". Ao mesmo tempo, a ex-governadora recusou a noção de fronteiras abertas, considerando que "compaixão no tratamento [de migrantes] na fronteira não é o mesmo que fronteiras abertas". 

Abrams focou parte do seu discurso na questão da supressão intencional de votos, garantindo que o combate a esta prática é "a próxima batalha" pela democracia. A ex-governadora assegura que nenhuma das ambições do seu partido é possível "sem a garantia fundadora do direito de voto".