Internacional

Cidade fronteiriça dos EUA preocupada com instalação de arame farpado "letal"

A pequena cidade fronteiriça de Nogales, no Arizona, tem protestado contra a instalação massiva de arame farpado, no muro que a divide da sua cidade irmã no México

DR  

A pequena cidade fronteiriça de Nogales, no Arizona, tem protestado a instalação massiva de arame farpado no muro que a divide da sua cidade irmã, também chamada Nogales, no México. A Câmara Municipal da cidade criticou a utilização de rolos de arame farpado pelas tropas norte-americanas colocadas na fronteira, que considerou "não só irresponsável mas desumano". A declaração acrescenta que os rolos de arame farpado são adequados a campos de batalha, não a fronteiras ou ao centro de uma cidade. A crítica surge um dia depois do discurso do Estado da Nação do presidente dos EUA, Donald Trump, que reforçou a necessidade de um grande muro fronteiriço face "à tremenda invasão" de imigrantes.

O presidente da Câmara de Nogales, Arturo Garino, garante que "este arame farpado é letal" e questionou a medida: "não faço ideia o que lhes passa pela cabeça para o colocarem até ao chão". Apesar das objeções dos habitantes, as agências fronteiriças dos EUA anunciaram o envio de 58 quilómetros de rolos de arame farpado para os estados da Califórnia, Arizona e Texas.

Apesar das declarações do presidente e das medidas draconianas, a entrada de imigrantes ilegais através de Nogales tem diminuido bastante nos últimos anos. Segundo os dados do governo federal, as detenções por agências fronteiriças estão nos níveis mais baixos desde os anos 70, apesar do número de agentes ter duplicado. Além disso, a cidade de Nogales, no lado norte-americano, tal como muitas outras cidades fronteiriças, tem uma economia muito dependente dos imigrantes mexicanos e do comércio através da fronteira.

O congressista democrata Raúl Grijalva, do Arizona, criticou no Twitter a colocação de mais arame farpado na fronteira, que considera ser uma tentativa de "criar a percepção de criminalidade e atropelo à lei desenfreado".