Internacional

Decote usado por deputada brasileira gera polémica nas redes sociais

A deputada do Partido Democrático Trabalhista está a ser criticada por ter usado um determinado tipo de roupa na tomada de posse na Assembleia da República.

Uma das críticas mais feitas à brasileira é a de que esta parece ser a “representante das prostitutas”.

Ana Paula da Silva, do Partido Democrático Trabalhista está a ser fortemente criticada por ter utilizado uma roupa que não seria apropriada para um momento considerado histórico para as mulheres de Santa Catarina - unidade federativa no centro da região sul do Brasil -, uma vez que nunca tiveram um número tão grande de representantes na Assembleia Legislativa.

A escolha de deputada brasileira passou por um macacão vermelho com um enorme decote. Estando aqui centrado o problema de todas as críticas. 

A ex-prefeita de Bombinhas, nas redes sociais, partilhou uma fotografia onde refere que chegou o momento de “trabalhar”, mas as pessoas apenas repararam numa coisa: o decote.

“À espera que a deputada mostre a capacidade sem tirar a roupa”, pode ler-se num comentário feito à fotografia. 

Face a esta situação, a brasileira – Paulinha como é conhecida - já fez saber que vai agir judicialmente contra os comentários ofensivos de que foi alvo.

Além disso, em entrevista à NCS, Ana Paula Silva disse que a escolha do macacão não foi “exatamente um protesto”, tendo admitido que apenas se tratou de uma forma de dizer que todas as mulheres têm liberdade e independência nas suas escolhas.