Sociedade

Sexagenário em prisão preventiva por violência doméstica

Um sexagenário ficou em prisão preventiva por violência doméstica, em Vila Nova de Foz Côa, no distrito da Guarda.

A detenção ocorreu no âmbito de uma queixa de violência doméstica, em que uma mulher, de 48 anos, esposa do suspeito, era vítima de agressões físicas e verbais, assim como era alvo de ameaças de morte, com recurso a uma faca de cozinha, tendo sido detido pelo Comando Territorial da Guarda, através do Posto da GNR de Vila Nova de Foz Côa.

Durante a diligência que decorria no interior do posto, era percetível visualizar no exterior uma viatura, que circundou repetidas vezes o posto, procurando inteirar-se do que sucedia no seu interior.

A referida viatura foi identificada como sendo pertença do agressor, que deste modo, tentava intimidar a própria vítima, para que esta não formalizasse uma queixa, segundo referiu a GNR.

De imediato os militares da Guarda Nacional Republicana tentaram abordar o indivíduo, o qual se colocou em fuga, acabando por se despistar, resultando na sua detenção, segundo oficial de Comunicação e Relações Públicas do Comando Territorial da GNR da Guarda, capitão Cláudio Saraiva.

O detido, foi presente a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal Judicial da Comarca de Vila Nova de Foz Côa, tendo-lhe sido então aplicada a medida de coação de prisão preventiva, sendo o mesmo conduzido ao Estabelecimento Prisional da Guarda.