Sociedade

Bastonária dos enfermeiros anuncia providência cautelar contra requisição civil

Enfermeiros querem suspender decisão do governo anunciada ontem

A bastonária dos enfermeiros, Ana Rita Cavaco, anunciou, esta sexta-feira, que vai ser pedida uma providência cautelar contra a requisição civil dos enfermeiros. O anúncio foi feito durante um protesto de enfermeiros à porta do Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

O objetivo da providência é suspender a portaria que decreta a requisição civil dos profissionais de saúde que aderiram à greve nos quatro centros hospitalares onde o governo diz não terem sido os cumpridos os serviços mínimos.

A requisição civil foi decretada em quatro hospitais - Centro Hospitalar e Universitário de S. João, no Centro Hospitalar e Universitário do Porto, no Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga e no Centro Hospitalar de Tondela-Viseu.

A decisão de recorrer à figura da requisição civil foi conhecida quinta-feira, após o Conselho de Ministros. Uma decisão que “não foi tomada de ânimo leve”, afirmou a ministra da Saúde, acrescentando que o governo não teve alternativa.