Vida

Gucci acusada de racismo devido a camisola

A marca já retirou o produto do mercado

DR  

A marca de luxo Gucci viu-se envolvida em polémica depois de ser acusada de racismo. Em causa está uma camisola de gola alta preta que tem uma abertura para a boca com uns lábios vermelhos.

De acordo com os vários internautas, a camisola, que custava 780 euros, fazia referência à “blackface” - uma antiga prática teatral em que os atores caucasianos se pintavam de negro e exageravam os lábios de forma a representar de forma negativa os afro-americanos.

Depois da polémica, a marca italiana fez um pedido de desculpa público e retirou a peça de roupa em questão do mercado.

"A Gucci pede desculpas pela ofensa causada pela camisola de lã 'Balaclava'. Consideramos a diversidade como um valor fundamental a ser respeitado" afirmou a marca em comunicado.