Economia

"Crescimento lento" alerta Lagarde

A diretora-geral do FMI avisou ainda os governo para que lutem contra a corrupção, uma vez que esta pode afetar o crescimento económicos 

DR  

“Tensões comerciais, aumentos de impostos, restrições financeiras, incerteza sobre o Brexit e a desaceleração da economia chinesa” podem levar a uma desaceleração da economia, uma vez que estão a afetar a confiança, os mercados e o comércio, avisou a diretora geral do FMI, Christine Lagarde que pediu também para que os governos lutem contra a corrupção. 

No primeiro dia da World Government Summit, nos Emirados Árabes Unidos, a diretora-geral do FMI afirmou que a economia se encontra numa fase de transformação, uma vez que "o futuro do trabalho está a mudar radicalmente e, consequentemente, muitos serão diferentes. É uma combinação entre a globalização e a tecnologia e os empregos serão adaptados à inteligência artificial”.

Largarde abordou também a qualidade de vida dos cidadãos e pediu aos governos para melhorarem as economias dos respetivos países, afirmando que a corrupção pode fazer afetar o crescimento da economia. “Pedimos aos estados que não arruínem as suas economias, que apliquem a transparência e adotem boas políticas governamentais, afirmou.