Politica

Sampaio da Nóvoa acredita que "os grandes estadistas raramente foram populares"

Sobre uma recandidatura, diz: “não é assunto que me consuma um segundo das minhas 24 horas”

João Girão
Diana Tinoco
Diana Tinoco

O antigo candidato presidencial António Sampaio da Nóvoa afasta a possibilidade de uma recandidatura em 2021 e afirmou que "os grandes estadistas raramente foram populares", numa entrevista à agência Lusa.

"Não vou dizer nunca e julgo mesmo que a ideia mais forte da democracia é que todos temos de estar disponíveis e, na medida das nossas capacidades, preparados para os desafios da vida. Se há na vida uma coisa que eu procuro, é estar preparado”, disse o atual embaixador de Portugal na UNESCO, na sua primeira entrevista desde que assumiu funções em Paris.

“É um assunto sobre o qual não penso mesmo, não é assunto que me consuma um segundo das minhas 24 horas", rematou Sampaio da Nóvoa.