Sociedade

‘Aquaman’ da Ajuda inundava casas depois de as assaltar

Fechava as válvulas de segurança e abria as torneiras antes de abandonar o local do crime


Um homem ganhou a alcunha de ‘Aquaman’ devido ao modus operandi que recorria para assaltar casas em Lisboa.

Depois de assaltar as casas, o homem que já foi detido, fechava as válvulas de segurança e abria todas as torneiras da habitação, provocando "verdadeiras inundações", segundo um comunicado da Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis).

O homem, de 46 anos, terá levado do interior de várias residências joias e artigos em ouro avaliados em 84 mil euros, revelou o Cometlis. Sendo que, até ao momento, as autoridades já conseguiram recuperar peças no valor de cerca de cinco mil euros.

"Antes de abandonar as residências por si assaltadas, [o suspeito] fechava as válvulas de segurança e descarga de todo e qualquer sanitário e [...] lava-louças, abria as torneiras e provocava verdadeiras inundações nas mesmas, provocando danos avultados, o que lhe valeu no seio policial o epíteto de 'Aquaman da Ajuda'", lê-se no documento.

O detido, que já tinha antecedentes criminais, foi detido esta terça-feira, em Alcântara, em flagrante delito.

O homem já foi presente a tribunal, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação mais gravosa, prisão preventiva.