Vida

Cadela de Emiliano Sala recusou-se a sair da entrada da capela durante cerimónia fúnebre do jogador

Nala tinha sido adotada pelo futebolista

AFP
AFP
AFP
AFP

O corpo do jogador argentino, Emiliano Sala, foi encontrado no passado dia 7 de fevereiro, depois de o avião onde seguia para se apresentar pelo Cardiff ter desaparecido dos radares perto da zona do Canal da Mancha.

No entanto, antes de o seu corpo ser resgatado, muita ainda foi a esperança de que este pudesse estar vivo, uma vez que nunca tinham sido encontrados quaisquer destroços do avião. Com o passar dos dias, essa esperança foi diminuindo, até que a família e amigos receberam a notícia de que Emiliano Sala tinha, de facto, morrido num desastre de avião.

Depois disso, uma imagem da sua cadela a olhar para a janela foi partilhada nas redes sociais, dando a entender que esta estava à espera que o seu dono, Emiliano, regressasse a casa.

No passado dia 16 de fevereiro, sábado, realizou-se a cerimónia fúnebre do jogador e quem não saiu da porta da capela onde decorria a cerimónia foi Nala, a sua cadela.

Nala esteve presente em Progeso, na Argentina, para assistir ao velório do jogador, escreve o jornal argentino La Nacion.

A cadela de Emiliano Sala tinha sido adotada pelo jogador e, depois da sua morte, ficou a cargo da família.