Sociedade

GNR de Viana deteve suspeito por 40 furtos em residências, armazéns e empresas

A GNR de Viana do Castelo deteve em Braga o suspeito por 40 furtos em residências, armazéns e empresas, tendo-lhe apreendido um elevado número de artigos furtados na região do Alto Minho.


O Núcleo de Investigação Criminal (NIC) do Destacamento Territorial da GNR de Arcos de Valdevez, deteve o suspeito, um jovem, de 26 anos, em Braga, por ser suspeito de ter praticado cerca de 40 furtos em residências, armazéns e estaleiros de empresas, ocorridos nas zonas de Arcos de Valdevez, Ponte de Lima e Ponte da Barca.

No âmbito de um processo de investigação a GNR apurou que o detido se dedicava a furtar todo o tipo de artigos e equipamentos que contivessem metais não preciosos, principalmente ferro, inox e cobre, levando os mesmos dos locais dos furtos para uma garagem, onde procedia ao seu desmantelamento e separação dos componentes metálicos, para posteriormente os entregar em sucateiras.

Segundo revelou esta manhã de terça-feira o oficial de Comunicação e Relações Públicas do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, capitão João Viana, a investigação criminal culminou na realização de oito mandados de busca, dos quais quatro foram em residências, um em oficina e três em viaturas, tendo sido apreendidas três viaturas, em que as duas carrinhas eram utilizadas para o transporte do material furtado e o veículo ligeiro funcionava como “batedor”, no sentido de detetar alguma autoridade durante a deslocação.

A GNR apreendeu duas armas brancas, uma arma de ar comprimido, máquinas de construção civil e ferramentas, eletrodomésticos, material informático, duas bicicletas, uma televisão, fios elétricos e diversas ferramentas utilizadas em furtos.

O suspeito, com antecedentes criminais pela prática do mesmo tipo de crime, permanece detido nas instalações da GNR, sendo presente esta terça-feira no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) do Ministério Público do Porto.

Em resultado da operação foi ainda constituído arguido um outro individuo, um homem de 36 anos, suspeito de ter participado nos furtos e esta operação policial teve colaboração da Polícia de Segurança Pública de Braga.