Politica

Vice-presidente da Aliança suspenso de funções

Carlos Pinto suspenso “até ao cabal esclarecimento da situação pelas entidades competentes”

DR  

Carlos Pinto, vice-presidente da Aliança, foi suspenso de funções. A decisão foi tomada esta tarde depois de uma reunião da comissão executiva que analisou o caso do ex-autarca.

“Carlos Pinto, em carta dirigida ao presidente do Aliança, Pedro Santana Lopes, colocou à disposição as funções que exerce. A Comissão Executiva, reunida esta tarde, entendeu que a solução mais adequada é a suspensão das referidas funções até ao cabal esclarecimento da situação pelas entidades competentes”, lê-se numa nota divulgada pelo partido liderado por Santana Lopes.

Esta decisão surgiu depois de ter sido noticiado pela SIC que o ex-presidente da Câmara da Covilhã foi acusado de peculato, prevaricação e participação. Em causa está a alegada construção ilegal de uma casa, bem como o pagamento de pareceres jurídicos com fundos da autarquia.

Santana Lopes já tinha admitido que “quem seja objeto de acusações dos órgãos competentes em matérias ligadas ao exercício de funções, e que tenha que ver com responsabilização em matéria também financeira, não deve exercer funções políticas”.