Sociedade

Até ao final do ano, o Lidl vai deixar de vender sacos de plástico em Portugal

Medida arranca já no mês de maio na região norte do país 

Em Portugal, os supermercados Lidl Portugal vão deixar de vender sacos de plástico em todas as suas lojas. Esta medida será faseada e arranca já no mês de maio na região Norte do país, anunciou esta quinta-feira a cadeia de supermercados.

Assim, com esta decisão, o Lidl Portugal passa a deixar de vender 25 milhões de sacos de plástico.

Em comunicado, a cadeia alemã indica que a mudança surge "na sequência de um projeto-piloto de sucesso que decorreu em 12 lojas no verão passado, onde a empresa testou a aceitação desta medida, tendo obtido resultados muito positivos".

O Lidl torna-se assim na primeira cadeia de supermercados a tomar esta medida em Portugal, sendo que "o processo se inicia em maio, na região norte, e dar-se-á por concluído até ao final de dezembro de 2019", lê-se na mesma nota. 

A empresa do setor de retalho alimentar vai disponibilizar aos seus clientes, em alternativa aos sacos de plástico, sacos de papel em dois tamanhos, médio e grande, vendidos a 10 e a 14 cêntimos respetivamente.