Internacional

78 pessoas mortas em incêndio no Bangladesh

O fogo iniciou-se num edifício residencial, que tinha material inflamável armazenado no rés-de-chão, na capital do Bangladesh, Daca, matando pelo menos 78 pessoas. Várias pessoas ficaram presas nos andares superiores do prédio

Um incêndio assolou a capital do Bangladesh, Daca, matando pelo menos 78 pessoas, na noite de quarta-feira, por volta da meia-noite. O fogo iniciou-se num edifício residencial, que tinha material inflamável armazenado no rés-de-chão. Muitas das vítimas estavam a dormir quando o incêndio começou, e várias pessoas ficaram presas nos andares superiores do prédio. "Não sabemos dizer se alguém que vivesse nos andares de cima sobreviveu", declarou à Reuters o representante da polícia local, Shamim Harun ur Rashid, que acrescentou que as causas do incêndio estão a ser investigadas. As autoridades estão a ter dificuldade em identificar as vítimas, dado os corpos resgatados estarem completamente carbonizados.

Ainda não é claro o que iniciou o incêndio, mas testemunhas e a polícia dizem que foi alimentado por explosões de gás. Mohammad Firoz, que vende cosméticos próximo do local, disse à BBC que 25 dos seus amigos e familiares estão desaparecidos. Firoz viu um transformador elétrico explodir, pegando fogo a uma carrinha estacionada à porta do prédio. onde havia uma drogaria. Centenas de latas de perfume e desodorizante queimadas estavam espalhadas pela rua. "As chamas espalharam-se tão depressa", descreve a testemunha, referindo que a violência da explosão o fez temer que se tratasse de uma bomba. 

Cerca de 200 bombeiros combateram o fogo por mais de cinco horas, para evitar que se espalha-se ao resto de bairro, que é o lar de mais de três milhões de pessoas. "A área é tão congestionada, não há espaços nem estradas que permitam facilmente trazer àgua", explicou Shakil Nowaz à Reuters, acrescentando que não encontraram "nenhuma àgua disponível nas proximidades". 

Incêndios em grandes edíficios ocorrem frequentemente no Bangladesh, devido à falta de regulamentações de segurança e às más condições. Centenas de pessoas morreram deste modo nos últimos anos. Ainda este domingo um fogo num bairro pobre de Chittagong matou pelo menos nove pessoas. "Este trágico incidente aconteceu devido à indiferença e falta de cuidado do governo", acusa Mirza Fakhrul Alamgir, secretária-geral do principal partido da oposição.