Desporto

Faleceu Mendes, o "pé canhão" de Benfica e V. Guimarães

O antigo avançado ficou celebrizado pela violência do remate de pé esquerdo. Tinha 81 anos

O futebol português sofreu mais um golpe. Depois de Peres e Frederico, dois antigos internacionais desaparecidos nas últimas duas semanas, esta quarta-feira faleceu Mendes, nome icónico do futebol luso nas décadas de 50 e 60 - e para sempre conhecido como "pé canhão", devido à impressionante força com que rematava com o seu pé esquerdo.

Representou o Benfica entre 1955 e 1962, tendo conquistado dois campeonatos (1959/1960 e 1960/1961) e duas Taças de Portugal (1958/1959 e 1960/1961) pelas águias, e atuou depois pelo Vitória de Guimarães até encerrar a carreira, no fim da temporada 1970/71, somando mais de 200 jogos e 80 golos pelos vimaranenses. Seria, ainda, o primeiro jogador na história do clube minhoto a atingir o estatuto de internacional A por Portugal.

Na nota de pesar pelo desaparecimento do antigo avançado, o Vitória de Guimarães refere-se a Mendes como "um dos melhores jogadores" da sua história. Também o Benfica, no seu site oficial, se despediu do ex-jogador, que contava agora 81 anos, endereçando condolências à família e também ao Vitória. O funeral realizar-se-á esta sexta-feira, pelas 15 horas, na Igreja de S. Sebastião, em Guimarães.