Sociedade

Criança de nove anos amarrada no recreio pelos colegas de escola em Mirandela

"O meu filho confirmou que utilizaram uma corda para lhe amarrar os pés, as mãos e o pescoço"

Uma criança de nove anos foi amarrada no recreio pelos colegas de escola, em Mirandela.

De acordo com o Jornal de Notícias, o caso ocorreu na escola básica do Convento e foi a mãe a denunciar a situação, depois de falta de respostas por parte da direção do estabelecimento de ensino.

"Disseram-me que tinha sido atacado, durante o intervalo, no recreio, por três meninos da mesma turma, com idades entre os 9 e os 10 anos, e depois o meu filho confirmou que utilizaram uma corda para lhe amarrar os pés, as mãos e o pescoço", conta a mãe, Augusta Neves, citada pelo mesmo jornal, revelando que foram umas colegas da criança a relatar o episódio.

Augusta Neves teme que situação se repita e, por isso, quis denunciar o caso de forma e evitá-lo.

Em declarações ao Jornal de Notícias, Vítor Esteves, diretor do agrupamento de escolas de Mirandela, disse que se tratou de “uma situação pontual” e que deu instruções à coordenadora da escola "para que o caso seja esclarecido, em diálogo, com a mãe que fez a denúncia".