Politica

Polémica marca primeiro dia de Marcelo em Angola

O Presidente da República chega a Angola, esta terça-feira, para uma visita de Estado a convite do seu homólogo angolano.

“Trata-se de uma visita com uma forte componente político-diplomática, que visa consolidar a dinâmica, muito célere e positiva, de contactos bilaterais entre os dois Estados, que se traduziu na assinatura de vários instrumentos bilaterais, nas mais diversas áreas”, indicou ontem a Presidência da República.

Marcelo visitará as províncias de Huíla e Benguela, para além de Luanda, “pretendo manter contacto com a comunidade de portugueses que vive em cada uma delas, atendendo aos laços muito fortes existentes entre os dois povos”.

Mas a visita do Presidente da República ainda mal começou e já há nova polémica entre as relações com os dois países. No centro da questão estão os incidentes no Bairro da Jamaica.

Manuel Augusto, ministro das Relações Exteriores de Angola, e o seu homólogo português, Augusto Santos Silva, apresentaram ontem versões distintas sobre uma conversa telefónica ocorrida a 15 de fevereiro, quando passavam três semanas sobre a intervenção policial no bairro.

Governo angolano disse que Santos Silva pediu desculpa pelo caso do Bairro da Jamaica, enquanto governante português desmente. Já o sindicato da PSP diz que executivo angolano é que devia pedir desculpa.