Internacional

"Nunca pensei que houvesse uma cura para a sida enquanto eu estivesse vivo"

12 anos depois, curado novo paciente com VIH


Cientistas voltam a fazer história e conseguem curar novo paciente com VIH - vírus da imunodeficiência humana -, que está na origem da sida, 12 anos após primeiro doente ter sido curado, segundo o New York Times.

Há muito que os cientistas tentavam repetir o feito conquistado há 12 anos, esta conquista conseguiu até surpreender os próprios. Chegar à cura propriamente dia a uma escala global ainda é uma tarefa muito complicada, confessaram. Os responsáveis referem-se à cura como uma remissão a longo prazo.

A revista Nature publica esta terça-feira um relatório sobre o estudo que levou à cura do VIH neste segundo paciente, outros pormenores serão ainda apresentados numa conferência em Seattle, nos Estados Unidos.

"Nunca pensei que houvesse uma cura para a SIDA enquanto eu estivesse vivo", afirmou o doente em causa ao New York Times. “Sinto-me responsável por ajudar os médicos a perceber como é que a cura aconteceu, com o objetivo de poderem desenvolver a ciência", acrescentou.

O primeiro caso de cura aconteceu em 2007 na Alemanha, quando o norte-americano Timothy Ray Brown foi submetido a um tratamento idêntico.