Sociedade

Agente que terá desviado cerca de 113 mil euros condenado a cinco anos de pena suspensa

O agente terá desviado o dinheiro entre setembro de 2003 e fevereiro de 2012

O Tribunal Criminal de São João Novo, Porto, condenou a cinco anos de prisão com pena suspensa um agente de execução.

De acordo com o site oficial da Procuradoria Distrital, o arguido ter-se-à apropriado de cerca de 113 mil euros enquanto exercia funções. O crime terá ocorrido entre setembro de 2003 e fevereiro de 2012,

A procuradoria explica ainda que aquele dinheiro era resultado "da soma de diversas quantias" que o agente "recebera em processos executivos ao longo daqueles anos, como produto da venda de bens penhorados ou como pagamento voluntário de dívidas e devia ser aplicado unicamente no pagamento de quantias exequendas e dos encargos com o processo".