Sociedade

Rosa Grilo continua sem admitir crime e diz que sempre foi “uma esposa dedicada”

Rosa Grilo arrisca pena máxima de prisão

DR  

A viúva do triatleta Luís Grilo continua sem admitir o crime e afirma que sempre foi “uma esposa dedicada”, mesmo quando tinha um amante, António Joaquim.

Através de uma carta enviada ao Correio da Manhã, Rosa Grilo revela alguns pormenores da sua relação com o marido e com o amante, António Joaquim. Além disso, diz que não consegue ultrapassar a morte do marido: “Continuo a não conseguir ultrapassar, ele sempre fez parte da minha vida”, lê-se na carta enviada ao CM.

“Eu sempre cuidei dele, sempre fui uma esposa dedicada e continuo a sê-lo mesmo quando reencontrei o António”, escreve a mulher de Luís Grilo na mesma carta.

Sobre o casamento com o triatleta, a homicida garante que esteve estava estável antes da morte de Luís Grilo: “A minha vida com o Luís nos últimos anos não terá sido muito diferente da de outros tantos casais, com casamentos de 20 anos. Mesmo com problemas e as infidelidades do Luís, que sempre fui perdoando, os consumos de droga e alguma violência, sempre fomos ultrapassando tudo o que ir surgindo”, escreveu.

Rosa Grilo e António Joaquim arriscam agora pena máxima de prisão e vão ser acusados de homicídio qualificado e profanação de cadáver.

A acusação tem de ser conhecida até ao próximo dia 25 de março e o processo já foi enviado pela Polícia Judiciária de Lisboa para o Ministério Público de Vila Franca de Xira.