Sociedade

Doze anos de prisão para a mulher que amealhou 500 mil euros em burlas

Ao todo, Elisabeth Saraiva burlou nove pessoas.

Elisabeth Saraiva, de 51 anos, roubou cerca de 500 mil euros ao longo dos últimos dez anos a empresários, gerentes bancários, um agente da Polícia Marítima e uma empregada doméstica.

O Tribunal da Relação de Évora confirmou agora a pena de 12 anos e quatro meses de cadeia, o que acontece finalmente depois de três anos de ter sido condenada, segundo o Correio da Manhã.

A mulher tem estado em liberdade, mas com obrigação de apresentações periódicas na GNR de Vilamoura, tendo já faltado algumas vezes. O pai de Elisabeth Saraiva foi também condenado a três anos e dois meses de prisão por ser cúmplice da filha.

Na decisão foi tida em conta a "ausência de confissão e arrependimento dos arguidos", bem como o "valor do prejuízo sofrido por cada vítima e a complexidade e duração da execução de cada burla".

No esquema, a mulher dizia precisar de desbloquear uma herança milionária que teria na África do Sul e com essa história aliciava as vítimas a emprestarem-lhe elevadas quantias de dinheiro.