Desporto

FIFA quer 48 seleções a disputarem o próximo Mundial

A competição vai realizar-se no Qatar, em 2022

O Comité Executivo da FIFA quer que sejam 48 as seleções a participar no Mundial do próximo ano, em vez de 32, como tem sido hábito.

A vontade partiu do presidente da FIFA, Gianni Infantino, que manifestou esta sexta-feira, em Miami, a vontade de modificar o formato atual da competição. Esta mudança já estava prevista, mas iria ser implementada apenas no Mundial de 2026, que se vai realizar em três países: Estados Unidos, Canadá e México.

Segundo Infantino, a FIFA vai trabalhar em conjunto com o Qatar para viabilizarem esta possibilidade, que terá que ser apresentada no congresso da organização, que se vai realizer em Paris, no próximo mês de junho.

A FIFA fez já um estudo de viabilidade desta proposta e concluiu que o Qatar não será obrigado a partilhar os jogos do Mundial com a Arábia Saudita, o Bahrein ou os Emirados Árabes Unidos, a menos que esses países retomem os laços diplomáticos com o país organizador da competição.

No mesmo relatório a FIFA indica ainda como opções para sediar o Mundial de 2022 o Kuwait e Omã, tendo em conta a neutralidade destes dois países.