Sociedade

Autoridades estiveram perto de provar envolvimento dos pais de Madeleine McCann no seu desaparecimento

Alegação é vista pela imprensa britânica como “cruel”

Autoridades estiveram perto de provar envolvimento dos pais de Madeleine McCann no seu desaparecimento

No novo documentário da Netflix sobre o desaparecimento de Madeleine McCann, o detetive português Gonçalo Amaral afirma que as autoridades portuguesas estiveram muito perto de conseguir confirmar o envolvimento dos pais da criança neste caso.

Agora, as reações começam a surgir e, de acordo com a imprensa britânica, esta alegação é vista como "cruel", e sugere que Gonçalo Amaral acusa os pais de Maddie, Garry e Kate McCann, de terem viajado para o Reino Unido de forma a escaparem à justiça portuguesa.

No documentário, o detetive refere ainda que os pais de Maddie se encontravam muito “assustados” ainda antes de regressarem ao Reino Unido. Garry e Kate McCann voltaram a casa passados quatro meses do desaparecimento da filha.

Já de acordo com o jornal britânico Mirror, a defesa do casal vai estar atenta às afirmações de Gonçalo Amaral, e garantem que não terão qualquer problema em processar o detetive português, caso seja necessário.

Recorde-se que Gonçalo Amaral está numa batalha legal com o casal britânico há oito anos, após o lançamento de um livro em que este acusa os pais de Maddie pelo seu desaparecimento.

Maddie desapareceu do apartamento onde passava férias com os pais e com os irmãos, na praia da Luz, no Algarve, em 2007.

Os comentários estão desactivados.