Internacional

Identificadas todas as vítimas mortais do ataque nas mesquitas na Nova Zelândia

A primeira-ministra do país também anunciou hoje a proibição da venda de "todas as armas semiautomáticas de estilo militar", bem como de todas "as armas de assalto".


Esta quinta-feira, as autoridades da Nova Zelândia anunciaram que já foram identificadas todas as 50 vítimas mortais do ataque às mesquitas de Christchurch, que ocorreu na sexta-feira passada.

"Posso informar que, nos últimos minutos, o processo de identificação das 50 vítimas foi concluído e todas as famílias foram notificadas",informou o comissário Mike Bush.

Antes disso, já a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, tinha anunciado a proibição da venda de todas as armas de assalto e semiautomáticas, as mesmas que foram utilizadas no "ataque terrorista", que matou 50 essoas e fez mais de 40 feridos.

"A Nova Zelândia vai proibir todas as armas semiautomáticas de estilo militar. Vamos também proibir as armas de assalto", declarou a governante.