Internacional

Novo balanço aponta para pelo menos 217 vítimas mortais em Moçambique

No total, já foram resgatadas cerca de três mil pessoas. Faltam mais 15 mil que estão em estado grave 


Esta quinta-feira, o governo moçambicano divulgdou o novo balanço de vítimas mortais e informou que, até agora, há, pelo menos, 217 mortos na sequência da passagem do ciclone Idai.

O ministro da Terra e do Ambiente, Celso Correia, também referiu que, no total, já foram resgatadas três mil pessoas, mas há ainda cerca de outras 15 mil - muitas em estado grave  - que precisam de ser rapidamente resgatadas.

Em conferência de imprensa, o responsável disse que neste momento se está "numa luta contra o tempo", tendo ainda acrescentado que as autoridades estão a usar todos os meios possíveis para salvar a vida das pessoas que sobreviveram a esta tragédia.

No entanto, apesar dos esforços feitos, o ministro disse ainda que o número de vítimas mortais ainda deverá aumentar, uma vez que a cada dia que passa as autoridades encontram mais corpos. 

A situação ainda é "crítica”, afirmou Celso Correia.

Recorde-se que ontem à noite, um grupo de militares portugueses saiu de Portugal para prestar auxílio em Moçambique.