Internacional

Suspeito do ataque em Utrecht confessou o crime

Homem tem 37 anos e continua detido

Esta sexta-feira, o porta-voz do Ministério Público holandês, Frans Zonneveld, anunciou que o suspeito de disparar contra várias pessoas em Utrecht, na Holanda, confessou o crime, não tendo, no entanto, revelado os motivos

O homem, identificado pela polícia como Gokmen Tanis, de 37 anos, afirmou que agiu sozinho.

O porta-voz do Ministério Público holandês explicou ainda que, para já, se mantém em aberto a hipótese de este se ter tratado de um ataque terrorista.

Recorde-se que, já esta semana, o juiz responsável pelo caso tinha ordenado que o suspeito ficasse detido, pelo menos, durante mais 14 dias, até as investigações tomarem contornos maiores e as autoridades chegarem a alguma conclusão.

O tiroteio aconteceu esta segunda-feira e fez, pelo menos, três vítimas mortais e cinco feridos.