Politica

Violência doméstica. Bloco quer proteger crianças

Partido de Catarina Martins quer mexidas na lei para que as crianças que vivam em contexto de violência doméstica também sejam consideradas "vítimas".

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, defendeu este domingo que é preciso rever a legislação para proteger as crianças que vivem em contexto de violência doméstica.

Em Almada, na inauguração de um mural contra a violência doméstica, a dirigente do Bloco considerou que as crianças que vivem nesses contextos devem ser encaradas também “ como vítimas”, até para proteger os interesses das crianças na partilha da guarda parental. Em causa estão situações que são avaliadas pelos tribunais de família e menores sobre a custódia de crianças em que as progenitoras foram vítimas de violência doméstica.