Cultura

Morreu Scott Walker, um dos músicos mais influentes e mais misteriosos do século XX

"Quem é que sabe alguma coisa sobre Scott Walker?”, disse David Bowie num documentário

O músico britânico, nascido nos EUA, Scott Walker morreu aos 76 anos. Era considerado um dos compositores mais influentes do século passado.

A notícia foi avançada pela sua editora 4D, que não adiantou, no entanto, a causa da morte ou sequer a data específica do desaparecimento do músico.

“É com grande tristeza que anunciamos a morte de Scott Walker”, lê-se no comunicado da editora que representa alguns dos mais importantes nomes da música alternativa dos anos 1980 e 90 e que editava o trabalho de Walker desde 2004. “Durante meio século, o génio do homem nascido sob o nome Noel Scott Engel enriqueceu as vidas de milhares, primeiro como um terço dos The Walker Brothers e depois como artista a solo, produtor e compositor de uma originalidade inflexível”.

O músico nasceu em Hamilton, Ohio, em 1943, e cresceu na Califórnia. Em 1964, juntou-se a John Maus - que se autointitulava John Walker - e tornaram-se o dueto dos Walker Brothers. 

O baterista Gary Leeds, um veterano da música pop londrina, convenceu-os a mudarem-se para Londres, onde Walker terá ficado desde então.

São muitos os músicos que o reconhecem como influência, de Thom Yorke dos Radiohead a Jarvis Cocker dos Pulp, sem esquecer David Bowie, que disse um dia num documentário sobre o músico: "Quem é que sabe alguma coisa sobre Scott Walker?”.

O trabalho mais recente do britânico foi a música composta para o filme Vox Lux de Natalie Portman.