Internacional

"Prometi dar um irmãozinho a Julen. Estou a tentar fazê-lo”

Mãe revela que perdeu esperança quando deixou de ouvir o filho chorar


Os pais de Julen, o menino de dois anos que morreu depois de ter caído num poço com mais de 70 metros de profundidade perto de Málaga, em Espanha, revelaram que estão a tentar dar-lhe um irmão, na primeira entrevista após a morte do filho, em janeiro passado.

"Prometi dar um irmãozinho a Julen. Estou a tentar fazê-lo, mas agora não estou grávida", contou Victoria, no programa espanhol Espejo Público.

A mãe de Julen revelou que durante grande parte do tempo que demorou o resgate já não acreditava na sobrevivência do filho. "Quando deixei de o ouvir, não tive mais esperança", afirmou.

Durante a emotiva entrevista, os pais recordaram ainda que já tinham perdido um outro filho, na altura com três anos, já depois do nascimento de Julen.

Agora é tempo de seguir em frente, acredita o casal que disse contar "com o apoio da nossa família e amigos".