Internacional

AMI instala hospital de campanha na cidade da Beira, em Moçambique

Esta instalação foi solicitada pelo Ministério da Saúde de Moçambique

A Assistência Médica Internacional (AMI) informou esta quinta-feira que vai instalar um hospital de campanha na Beira com o objetivo de prestar auxílio às vítimas do ciclone Idai, que atingiu a região em meados deste mês

Segundo a organização, a instalação da estrutura foi um pedido do Ministério da Saúde de Moçambique. Também está prevista uma equipa médica de urgência com capacidade para serviços ambulat´rios, nas áreas de genecologia, obstetrícia e pediatria.

"Esta instalação tem também a possibilidade de isolar e tratar casos de diarreia aquosa aguda, umas das situações mais prementes de resolver no decorrer da crise", refere um comunicado emitido pela AMI.

A organização anunciou ainda que já iniciou a distribuição alimentar às populações da Beira.

Neste âmbito, os CTT anunciaram hoje que o primeiro de três contentores com donativos recolhidos em lojas em Portugal segue para Moçambique já no próximo domingo, sendo que o envio dos outros dois está previsto para as próximas três semanas.

De avião já seguiram, entretanto, 1,5 tonaledas de donativos “mais urgentes”, segundo refere a empresa, em comunicado.

De acordo com o mais recente balanço feito pelas autoridades, a assistência humanitária em Moçambique já chegou a mais 107 famílias, desde quarta-feira.

Já a Organização Mundial da Saúde vai promover uma campanha de vacinação contra a cólera, no centro do país, onde as autoridades já detetaram perto de 2.500 casos de diarreias.

De recordar que a passagem do ciclone Idai já provocou, até ao momento, 468 mortos em Moçambique.