Internacional

Juan Guaidó impedido de exercer cargos públicos durante 15 anos

O motivo desta decisão estará relacionado com alegada corrupção

A Contraloría General decidiu esta quinta-feira que o autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, foi inabilitado de exercer cargos públicos durante 15 anos.

O motivo desta decisão, segundo avança o El Mundo, estará relacionado com alegada corrupção.

A decisão foi avançada pela televisão pública venezuelana.

A Contraloría General decidiu “inabilitar para o exercício de qualquer cargo público o cidadão [Juan Guaidó] pelo período máximo estabelecido por lei”.

De recordar que esta já não é a primeira vez que um opositor a Nicolás Maduro é alvo de uma sanção deste tipo. Henrique Capriles, concorrente de Maduro em duas eleições presidenciais, foi impedido de exercer cargos públicos também por 15 anos, em 2017.