Internacional

Número de mortos em Moçambique volta a subir

Contam-se já 493 pessoas que perderam a vida, naquele país, devido ao ciclone Idai

O número de vítimas provocadas pelo ciclone Idai, que atingiu Moçambique em meados deste mês continua a aumentar e o último balanço oficial contabiliza já 493 mortos e mais de 1523 feridos. Há 168 mil famílias afetadas por esta catástrofe, segundo dados do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades do país.

De acordo com os mesmos dados, no que respeita a danos materiais, existem mais de 15 mil casas inundadas, 55 463 totalmente destruídas e 28 070 parcialmente destruídas.

Assim, o número de mortos contabilizados entre os três países mais afetados pelo ciclone – Moçambique, Zimbabué e Malaui – fixa-se agora em 808.

De recordar que, na passada quinta-feira, o presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, anunciou um pacote de medidas par minimizar o impacto do ciclone Idai, tais como uma redução nas taxas de eletricidade e transportes, bem como assistência médica gratuita.