Internacional

Venezuela. Gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes

Protestos contra cortes de luz na capital, Caracas, dispersados com gás lacrimogéneo.

As autoridades venezuelanas dispersaram este sábado vários manifestantes que se preparavam para um protesto contra os cortes de luz que afetam a Venezuela há semanas. A iniciativa de protesto tinha sido convocada pelo autoproclamado presidente interino, Juan Guaidó.

Os relatos foram feitos pela France Presse, que deu conta do recurso a gás lacrimogéneo para tentar travar a organização do protesto em várias zonas da capital, sobretudo no leste de Caracas.

Por seu turno, o presidente Nicolas Maduro tem responsabilizado a oposição pelos cortes de energia.