Desporto

Benfica responde a críticas do FC Porto: "Vivem eternamente no 1 de abril"

"Outros inventam processos que não existem e levantam suspeitas irreais, que não têm qualquer suporte. Vivem eternamente no 1 de abril"

A troca de palavras entre Benfica e FC Porto continua e, depois de os ‘encarnados’ criticarem a arbitragem do jogo entre o FC Porto e o Braga, os ‘dragões’ reagiram na manhã desta segunda-feira.

"O texto de ontem, se fosse publicado hoje pelo Benfica, seria encarado por todos como uma mera mentira de 1 de abril. Mas nem o facto de ter sido tornado público a 31 de março o torna menos mentiroso", referia a publicação oficial do FC Porto, na newsletter ‘Dragões Diário’.

Mas o Benfica não cessou a discussão e decidiu responder.

"Será muito difícil, para não dizer impossível, que alguém consiga encontrar na mesma temporada tantas decisões inexplicáveis, incompreensíveis e inaceitáveis em favor da mesma equipa. Está à vista que a verdade incomoda sobretudo quem beneficia com este prolongado estado de anormalidade. Mas não é por isso que deixaremos de repetir, as vezes que forem necessárias, aquilo que está a acontecer", começaram por escrever as ‘águias’ na News Benfica.

"Nós mostramos as imagens concretas das sucessivas irregularidades! Nós mostramos os factos! Nós mostramos a verdade! Na BTV, hoje mesmo, voltaremos a atualizar a ‘lista negra’ dos casos de arbitragem que, infelizmente, não para de aumentar. Outros inventam processos que não existem e levantam suspeitas irreais, que não têm qualquer suporte. Vivem eternamente no 1 de abril!", acrescenta a mesma nota, referindo ainda que o FC Porto repete “mil vezes uma mentira à espera que ela se transforme em verdade”.

"Não vão conseguir. Nós repetiremos mil vezes a verdade à espera que se faça justiça! Numa época tão atípica, há mais factos ‘estranhos’ a acontecer. Era difícil não reparar nos resumos da 27.ª jornada produzidos pela Liga Portugal – e que estão disponíveis no próprio site oficial. Os resumos do Benfica-Tondela e do Sp. Braga-FC Porto têm, naturalmente, os respetivos golos e outros lances capitais de ambos os jogos. Com dois pequenos ‘esquecimentos’. No jogo da Luz falta o penálti cometido e não assinalado sobre Samaris. No resumo do jogo de Braga falta o penálti cometido e não assinalado sobre Wilson Eduardo. Quais os critérios de edição utilizados? O que quer esconder a Liga?", refere ainda.