Tecnologia

"Eu com 100 mil euros e uma pequena equipa deito abaixo um governo em 15 dias"

Especialista alerta para uma "fragilidade” dos sistema informáticos que é “assustadora”

O professor e engenheiro informático José Tribolet sublinhou que Portugal sofre de uma "falta de pensamento" na cibersegurança, e alertou que, ao contrário do que se possa pensar, os ataques cibernéticos não exigem nem muitas pessoas nem muito dinheiro.

"Eu com cem mil euros e uma pequena equipa deito abaixo o governo deste país, em quinze dias", afirmou o presidente do Departamento de Engenharia Informática do IST de Lisboa e fundador do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Investigação e Desenvolvimento (INESC), numa entrevista à agência Lusa.

Se alguém, capaz de o fazer, “em vez de criar uma perturbação, criar quatro, cinco, seis, sete” e repetir a operação “massivamente durante uma semana, não há nenhum governo que resista", alertou, sublinhando, porém, que as forças de segurança em Portugal conhecem estes riscos.

E "é evidente que não há nenhuma medida de proteção tipo milagre de Fátima" nem para Portugal nem para os restantes países, acrescentou.

Para o professor universitário, que foi investigador no MIT (Massachusetts Institute of Technology), "a fragilidade dos nossos sistemas vitais", dos "sistemas críticos que fazem a sociedade funcionar é assustadora".