Internacional

Autoridades britânicas pedem moderação aos políticos para evitar tensões com o Brexit

Polícia britânica garante estar preparada para uma possível agitação civil devido ao Brexit sem acordo

Esta quinta-feira, o Conselho dos Chefes da Polícia Nacional (NPCC) anunciou, através de um comunicado, que está a trabalhar em vários cenários que podem vir a acontecer no Reino Unido, como é o caso de possíveis protestos, crimes e situações de emergência, como atrasos em portos marítimos e na circulação rodoviária ou a falta de produtos, como alimentos ou medicamentos.Tudo isto por causa do Brexit sem acordo. 

Na mesma nota, as autoridades britânicas informam que estão totalmente preparadas para o caso de se desenvolver uma agitação civil causada por uma saída da União Europeia, o Brexit, sem acordo, tendo pedido, por isso, moderação a todos os políticos que se encontram neste processo, de forma a evitar tensões políticas e sociais. 

O presidente do NCC, Martin Hewitt, informou que mais de 10.000 agentes estão preparados para se deslocarem de diferentes partes do país, no espaço de apenas algumas horas. "Não temos informação que sugira que os protestos serão outra coisa senão pacíficos, como têm sido até agora. Vamos sempre procurar facilitar o direito ao protesto pacífico, equilibrando o direito de protestar com a perturbação das comunidades locais", explicou.

"Há fortes pontos de vista sobre a saída da UE e, muitas vezes, um debate ruidoso e apaixonado. Todos nós temos a responsabilidade de pensar com cuidado e sermos moderados na forma como comunicamos, para não inflamarmos as tensões", disse o responsável.

Recorde-se que a data oficial de saída do Reino Unido da UE é o dia 12 de abril, tendo a UE agendado um Conselho Europeu de emergência para dois dias antes.