Sociedade

Franquelim Lobo, o maior traficante de drogas, já foi entregue às autoridades portuguesas

Franquelim Lobo está acusado pelo Ministério Público português no âmbito da operação Aquiles

DR  

O maior traficante de droga português, Franquelim Lobo, que foi detido no passado mês de março em Málaga, Espanha, na sequência da discussão com um vizinho, foi hoje entregue às autoridades portuguesas.

O português está acusado pelo Ministério Público no âmbito da operação Aquiles - que julga uma rede de tráfico de droga com a participação de dois altos responsáveis da Polícia Judiciária - e vai ser presente a um juiz de instrução criminal, no Campus de Justiça, em Lisboa.

A acusação alega que, entre outubro de 2006 e janeiro de 2007, elementos da Unidade de Prevenção e Apoio Tecnológico da Polícia Judiciária (UPAT/PJ) passaram aos seus superiores informações que "evidenciavam fortes suspeitas de ligações ao mundo do crime" do ex-coordenador da PJ Carlos Dias Santos.

Suspeitas essas que apontavam para a existência de ligações do ex-coordenador da PJ com o arguido Jorge Manero de Lemos e a sua respetiva atividade de tráfico de droga.