Sociedade

Rosa Grilo pediu ao filho para mentir sobre angolanos à PJ

Viúva terá pedido ao filho de 13 anos para mentir à PJ

DR  

Rosa Grilo, acusada do homicídio do triatleta Luís Grilo, terá pedido ao filho para que este falasse à Polícia Judiciária (PJ) acerca da presença de angolanos na sua casa no dia do crime.

Segundo a notícia avançada pelo Correio da Manhã, Júlia Grilo, irmã de Luís Grilo, garantiu à PJ, durante um depoimento prestado em outubro do ano passado, que o sobrinho, que está agora a seu cargo, foi aconselhado pela mãe a mentir.

O mesmo jornal escreve ainda que, depois de ter visitado a mãe, o filho de Rosa Grilo, de 13 anos, conversou com o avô e revelou que lhe tinham pedido para falar da presença de angolanos, em sua casa, à PJ.

Júlia Grilo terá ainda dito à PJ que o menino contou não ter visto ninguém estranho em sua casa no dia do homicídio.

Recorde-se que no passado mês de março, Rosa Grilo e o seu amante, António Joaquim, foram formalmente acusados pelo Ministério Público da morte do triatleta Luís Grilo.