Internacional

Juíz é suspenso depois de mandar vítima de abuso sexual "fechar as pernas"

John Russo foi suspenso 

Um Comité de Ética de Nova Jérsia, nos Estados Unidos, recomendou uma suspensão por três meses, sem direito a remuneração, ao juíz que disse a uma vítima de abuso sexual para ”fechar as pernas” como forma de impedir que situações semelhantes ocorressem no futuro.

Numa recomendação de 45 páginas, que foi enviada ao Supremo Tribunal daquela cidade, esta quarta-feira, foi considerado que o juíz John Russo violou as regras da conduta.

Em 2016, uma mulher apresentou-se em tribunal para pedir uma ordem de restrição contra o homem que a violou.

"Fechar as pernas! Chamar a polícia! Fez alguma destas coisas?", foram as questões colocadas pelo juíz, depois de a mulher ter descrito a forma como o homem a obrigara a ter relações sexuais.

A conduta de John Russo foi considerada como “inapropriada” pelo Comité de Ética.