Economia

Boeing reduz produção do 737 Max

Decisão foi tomada depois dos dois acidentes fatais que levaram à proibição do 737 Max em vários países


A Boeing vai reduzir a produção da aeronave 737 Max a partir já deste mês, devido ao risco financeiro que enfrenta, passando a produzir 42 por mÊs em vez dos anteriores 52.

Em causa está o facto de o avião ter protagonizado dois acidentes fatais nos últimos meses, na Indonésia e na Etiópia, que levaram à sua proibição em vários países.

A empresa pretende assim reunir esforços para solucionar o problema no software de controlo de voo, que se acredita estar na base dos acidentes que vitimaram 157 e 189 pessoas respetivamente.