Internacional

Mulher mata marido após ser vítima de violência doméstica durante anos

Vítima admitiu ter perdido o controlo sobre si e acabou por matar o marido que lhe bateu durante vários anos.

Uma mulher indiana, Packiam Ramanathan, foi esta semana detida por matar o marido que lhe bateu durante vários anos. 

De acordo com o jornal britânico Mirror, o casamento entre ambos foi arranjado entre as famílias de ambas as partes e o casal viu-se obrigado a fugir do Sri Lanka, onde vivia, por causa da guerra civil, tendo-se mudado para o Reino Unido, onde viviam atualmente.

A mulher foi presente a tribunal e, durante a audição, admitiu que foi vítima de abusos e de violência doméstica durante vários anos, tendo mesmo garantido que vivia como uma escrava.

Packiam Ramanathan admitiu ainda ter perdido completamente o controlo de si mesma: "Foi como se eu estivesse em transe. Eu bati nele. Eu não sei. Eu não sabia o que estava a fazer. Eu não sentia nada. Lembro-me dele dizer 'não me batas'. E eu bati-lhe", confessou.

A mulher foi condenada a uma pena de prisão de dois anos e quatro meses.