Sociedade

INEM distribui 20 novas ambulâncias de emergência

O INEM está a distribuir 20 novas ambulâncias de emergência que renovarão em parte e progressivamente a frota de 56 Ambulâncias de Emergência Médica e de 40 Ambulâncias de Suporte Imediato de Vida, que se encontram 24 horas por dia ao serviço da emergência médica, num investimento do INEM superior a um milhão de euros.

A distribuição pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) começou já esta terça-feira e os novos veículos entram ao serviço em diversas zonas do país, ficando oito viaturas ficam afetas à Delegação Regional do Norte do INEM, quatro à Delegação Regional do Centro, seis à Delegação Regional do Sul, e duas vão reforçar a atividade de emergência médica na área de influência da Delegação Regional do Sul, mais no Algarve.

Duas novas viaturas estão adicionalmente a ser preparadas para, brevemente, reforçarem as Ambulâncias do INEM afetas ao serviço de Transporte Inter-hospitalar Pediátrico do INEM.

As novas viaturas vão entrar gradualmente ao serviço no decorrer do mês de abril, substituindo as Ambulâncias do INEM com mais quilometragem ou que tenham revelado mais problemas mecânicos.

A entrada ao serviço destes novos veículos vai ainda possibilitar uma maior margem para substituições momentâneas de Ambulâncias que se revelem necessárias.

Um meio de emergência médica é muito mais do que uma viatura sobre quatro rodas: é na realidade um instrumento para salvar vidas, já que se espera que o tratamento às vítimas de acidente ou doença súbita comece ainda antes da chegada à unidade de saúde, ou seja, no local da ocorrência e na célula sanitária da ambulância.

Consciente da importância que as viaturas têm na sua atividade de emergência médica pré-hospitalar, o INEM encetou nos últimos três anos diversos esforços para renovar a sua frota de meios de emergência médica pré-hospitalar.

 

Investimentos de nove milhões de euros

A totalidade das 44 Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação (VMER) foi já renovada nos últimos três anos e o INEM desenhou um novo modelo de aquisição destas viaturas, através do qual passaram a ser as Unidades de Saúde a efetuar diretamente a aquisição, cabendo ao INEM subsidiar a compra e coordenar toda a atividade de gestão e operação conjunta das VMER, num investimento de dois milhões e 214 mil euros.

Paralelamente, o INEM assinou em 2017 um memorando de entendimento com a Liga dos Bombeiros Portugueses e Autoridade Nacional de Proteção Civil, que permitiu a criação de um novo modelo de Ambulância de Socorro sediada em Postos de Emergência Médica (PEM).

As ambulâncias são adquiridas diretamente pelas Associações de Bombeiros Voluntários ou Delegações da Cruz Vermelha Portuguesa, subsidiando o INEM a aquisição e garantindo a comparticipação nas despesas de manutenção e contratualização de seguros.   

Desde 2017 foi já possível renovar 116 ambulâncias, num investimento de cinco milhões e 800 mil euros e o plano do INEM prevê igualmente que até 2021 o parque de mais de 350 Ambulâncias PEM (Postos de Emergência Médica) do INEM esteja renovado a 100 por cento.

Só nos últimos três anos, o INEM investiu mais de nove milhões de euros na renovação da sua frota própria de viaturas e dos seus parceiros no Sistema Integrado de Emergência Médica (SIEM), Bombeiros e Cruz Vermelha Portuguesa, uma medida que veio refletir uma evidente melhoria na prestação de cuidados de emergência médica pré-hospitalares prestados 24/24 horas aos cidadãos.