Sociedade

Estudantes do ISCTE incentivados a bater com um bastão num boneco negro

Situação está a gerar polémica nas redes sociais

Esta terça-feira, vários estudantes e docentes do ISCTE, em Lisboa, foram desafiados e incentivados a reduzirem o stress. Até aqui tudo bem. É uma forma de descontrair. No entanto, a forma escolhida para isso acontecer parece não ter sido a mais acertada e já está a gerar polémica nas redes sociais.

Uma empresa – a Smash It Room - colocou no Instituto Universitário de Lisboa uma figura humana negra, com um bastão ao lado, e com um cartaz ao pescoço onde se pode ler a frase “Hit me” (bate-me em português). Nas redes sociais, as reações começam a surgir e, ao que parece, o boneco já se encontra exposto há dois dias, tendo sido inserido no Marketing Journeys, organizado pelo NAMI - Núcleo de Alunos de Marketing do ISCTE-IUL.

Segundo o Jornal de Notícias, a reitoria não quis fazer qualquer comentário acerca do assunto, mas a porta-voz da organização, Marta Inácio, ao mesmo jornal, garantiu que "o boneco em causa não é negro” e que “ficou escuro pelos choques".

Além disso, a estudante afirmou também que o boneco é "propriedade da empresa Smash It, que se está a lançar e conta com produtos como este, que ajudam a descomprimir".

"O Marketing Journeys já está na sua oitava edição e não gostaríamos que fossemos alvos de uma notícia que tivesse como destaque um boneco anti-stress", referiu a responsável.

Também ao JN, um membro ligado ao NAMI, Gonçalo Reis, sublinhou que "nunca foi intenção causar polémica com o facto deste boneco estar escuro".

No Facebook, um dos docentes desta instituição, Miguel Vale de Almeida, fez questão de mostrar a sua indignação com o que aconteceu e classificou o cenário como sendo "simplesmente inaceitável".