Economia

Produção da Galp Energia aumenta 8% no primeiro trimestre

Os resultados foram sobretudo impulsionados pela atividade de Angola, com um aumento de 56%, e do Brasil (5%).

A produção média de petróleo da Galp Energia aumentou 8% no primeiro trimestre do ano, face ao mesmo período de 2018, para 110,8 mil barris por dia, segundo dados preliminares da empresa hoje publicados.

Os resultados, publicados na página da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), visam fornecer estimativas sobre as condições macroeconómicas operacionais e comerciais a que a Galp esteve sujeita no primeiro trimestre de 2019.

De acordo com a tabela publicada, os resultados foram sobretudo impulsionados pela atividade de Angola, com um aumento de 56%, e do Brasil (5%).

Na informação enviada à CMVM, a empresa frisa que os dados disponíveis são valores preliminares, sendo os resultados finais publicados em 29 de abril.

A produção média no indicador “working interest” registou igualmente um aumento de 8%, situando-se em 112,6 mil barris por dia.

A refinação e distribuição regista uma subida de 10% nas matérias-primas processadas, enquanto nas vendas de produtos refinados se verifica um aumento de 11%, face ao período homólogo.

As vendas totais de gás natural ou liquefeito mantiveram-se e as vendas a clientes diretos cresceram 6%.

No primeiro trimestre de 2018, a produção média da Galp aumentou 19%, puxada pelo negócio do Brasil, de acordo com os dados operacionais preliminares publicados por esta altura.