Internacional

Governo francês não garante que Notre-Dame resista às chamas e há um bombeiro ferido

É possível que os bombeiros não consigam salvar a histórica catedral

A Notre-Dame continua a arder e o Governo francês já assumiu que as autoridades competentes não podem dar garantias de que se consiga salvar.

A Reuters avança a informação de que há um bombeiro gravemente ferido.

O secretário de Estado do Interior, Laurent Nuñez, falou aos jornalistas e explicou que "não é adquirida" a preservação da catedral. Apesar  de estarem 400 bombeiros a combater as chamas, o edifício poderá não resistir.

De acordo com o Le Monde, Jean-Claude Gallet, comandante da brigada dos sapadores bombeiros de Paris anunciou que a próxima hora será determinante para poder salvar o campanário norte do edifício. "Não temos a certeza de poder deter a propagação no campanário norte. Se colapsar podem imaginar a extensão dos danos.", afirmou.

O incêndio na Notre-Dame deflagrou às 18h50 (17h50 em Lisboa) e atingiu toda a estrutura do edifício, de acordo com o porta-voz do monumento, André Finot. Cerca de uma hora depois de ter começado o fogo, o pináculo do edifício desmoronou-se.

A emblemática catedral começou a ser edificada em 1163 e foi 'cenário' da obra 'O corcunda de Notre-Dame', de Victor Hugo.