Sociedade

Autocarro turístico capotou na Madeira provocando 28 mortos

De acordo com dados da Proteção Civil estão 19 viaturas para apoio às vítimas no local

Um autocarro capotou esta tarde no Caniço de Baixo, junto à Quinta Splendida, na ilha da Madeira, provocando 28 mortos, de acordo com declarações prestadas pelo presidente da Câmara, Filipe Sousa, à RTP.  As vítimas são 11 homens e 17 mulheres, sendo que grande parte das vítimas são alemãs, de acordo com a Reuters. No autocarro seguiam 55 passageiros, sendo que cerca de 20 pessoas foram transportadas para o hospital, vítimas de vários tipos de ferimentos.

O autarca do município, referiu ainda, citado pela Lusa, que "várias pessoas foram retiradas para o hospital da Cruz de Carvalho [Hospital Central do Funchal] e algumas estão a ser assistidas no local".

Segundo informações avançadas pelo jornal da Madeira estão, no local do acidente, 19 viaturas para o socorro às vítimas, incluindo duas viaturas de emergência médica, várias ambulâncias e uma viatura de apoio ao desencarceramento.

Os bombeiros de Santa Cruz ainda não conseguiram precisar o número de vítimas.

O acidente aconteceu numa curva junto ao entroncamento da Estrada da Ponta da Oliveira com a Rua Alberto Teixeira, no Caniço. O autocarro saiu da estrada e embateu numa habitação, provocando vários mortos. O motorista terá perdido o controlo da viatura.

De acordo com o Diário de Notícias, a última vez que a Madeira assistiu a um acidente mortal desta dimensão foi há 13 anos: a 23 de dezembro de 2005, um autocarro de turismo capotou em São Vicente e fez cinco mortos e três feridos graves, entre os quais um bebé de nove meses.

De acordo com a Proteção Civil da Madeira, o acidente aconteceu pelas 18h30.

As autoridades competentes marcaram uma conferência de imprensa para esta noite.

 

Atualizada às 20h31