Sociedade

Madeira. Santos Silva diz não haver vítimas em risco de vida

Feridos portugueses estão “estáveis”, afirma o ministro

Pouco depois de aterrar na Madeira, o ministro dos Negócios Estrangeiros Augusto Santos Silva disse, em declarações aos jornalistas, que a informação de que dispunha era a de que “não há nenhuma pessoa em risco de vida neste momento”.

O vice-presidente do Governo Regional da Madeira, Pedro Calado, informou que os dois feridos portugueses “estão ambos estáveis” e não apresentam perigo de vida. “Um é o motorista, que está estável, vamos estar com ele daqui a pouco. A outra vítima portuguesa era a guia, tem mais algum cuidado e tem tido esse tratamento, mas está estável também”, explicou o autarca, citado pela Lusa.

Já no que respeita à vítimas estrangeiras, Pedro Calado inromou que “em termos médicos, estão a evoluir normalmente”. “Estão a ser intervencionadas cirurgicamente, aqueles que precisavam, e já hoje de manhã fizemos uma visita e falámos com a grande maioria deles”, disse, assegurando também que quem necessita de acompanhamento está a recebê-lo.

“Os serviços médicos têm funcionado como deveriam funcionar, na perfeição, as pessoas estão a encarar o acompanhamento humano como sendo um tratamento muito positivo e, enfim, dentro do quadro e das possibilidades que existiam, e das circunstâncias, as coisas estão a funcionar muito bem”, afirmou Pedro Calado.

Santos silva chegou à Madeira pouco depois das 15h30, tendo falado aos jornalistas ainda no aeroporto. Dali, dirigiu-se para o Hospital Dr. Nélio Mendonça e deverá regressar ao aeroporto para receber o homólogo alemão, que vai aterrar na Madeira perto das 18h00.