Internacional

Grupo de radicais islâmicos locais terão sido os responsáveis pelos ataques no Sri Lanka

Os sete bombistas suicidas que ontem atacaram igrejas e hotéis no Sri Lanka deverão pertencer a um grupo jihadista local

De acordo com o Governo local, os oito atentados cometidos ontem no Sri Lanka terão sido levados a cabo por um grupo radical islâmico local, denominado National Thowheed Jama’ath.

No entanto, o porta-voz do Governo afirmou não acreditar que “os ataques tenham sido perpetrados por um grupo limitado de pessoas dentro do país".

"Não percebemos como é que uma organização pequena pode ter feito tudo isto" declarou o ministro da Saúde cingalês, Rajitha Senaratne, citado pela Bloomberg, explicando que a sua teoria é baseada no facto de os ataques terem acontecido em simultâneo, bem como na complexidade dos mesmos.

O Governo disse ainda ter sido avisado de que era possível que ocorressem ataques na Páscoa, reconhecendo que falhou por não conseguir impedir que os mesmos acontecessem.