Desporto

Portimonense explica corte do relvado na partida frente ao FC Porto

Veja a fotogaleria

Facebook
Facebook
FAcebook

O Portimonense explicou, esta segunda-feira, através do seu site oficial, o corte do relvado apresentado no jogo frente ao FC Porto e que valeu ao clube algarvio uma multa no valor de 765 euros.

O clube começa por defender que a empresa de relvados "não tem qualquer responsabilidade" no sucedido e explica que o objetivo era surpreender os adeptos e “promover o espetáculo".

"Somos o primeiro e único clube em Portugal a fazer este tipo de corte para valorizar o espectáculo, o relvado nunca foi colocado em risco. Tivemos um feed back muito positivo com muitos elogios ao relvado considerado o melhor do país na época passada, situação que se mantém esta época sem a menor sombra de dúvida e que está entre os melhores do mundo", lê-se.

No entanto, o Portimonense diz respeitar as críticas da Liga de Clubes.

“Recebemos críticas. A primeira veio da Liga de Clubes, porque não estão explícitas as linhas horizontais que facilitariam o trabalho dos árbitros assistentes nos foras-de-jogo. Esta crítica sim é muito válida. Veio de um organismo competente e com profissionais sérios pelo que nos comprometemos a melhorar mais e melhor o relvado em prol do espetáculo, respeitando os profissionais, mas deixando claro que o corte artístico não é proibido, embora não seja recomendado o que pode levar a multas conforme avaliação da Liga. Tudo feito sobre o regulamento das competições", acrescenta o clube algarvio.

Recorde-se que o relvado dispunha tinha corte circular e o símbolo do clube no circulo central, que acabou por ser apagado antes do apito inicial frente aos ‘dragões’, por ordem da Liga.

Veja a fotogaleria.