Sociedade

Utentes e profissionais atingidos por sarna em Hospital no Funchal

Recorde-se que um caso de sarna foi identificado no último sábado no Hospital dos Marmeleiros. Apesar das medidas de segurança e controlo preconizadas de forma a minimizar os efeitos dessa situação, profissionais e utentes daquela unidade foram atingidos

O Serviço de Saúde da Madeira (Sesaram) informou, esta segunda-feira, que alguns utentes e profissionais do Hospital de Marmeleiros, no Funchal, foram afetados pela escabiose, conhecida como sarna. A doença contagiosa havia sido detetada naquele estabelecimento de saúde no último sábado.

"Foi decidido não haver novas admissões de doentes [no serviço afetado] e foram reforçadas as medidas de precaução básicas", refere o Sesaram num comunicado citado pela agência Lusa.

Estas medidas consistem na "limpeza aprofundada e desinfeção dos espaços, bem como o reforço na higiene". 

Recorde-se que um caso de sarna foi identificado no último sábado no Hospital dos Marmeleiros. Apesar das medidas de segurança e controlo preconizadas de forma a minimizar os efeitos dessa situação, profissionais e utentes daquela unidade foram atingidos.

Segundo informou o Serviço de Saúde da Madeira, em comunicado, “após o diagnóstico, foram implementadas as medidas de segurança e controlo preconizadas de forma a minimizar os efeitos dessa situação junto dos utentes internados e dos profissionais”.

“As situações de sarna, embora não desejáveis, podem ocorrer em qualquer espaço público”, adiantou o Serviço da Madeira, em comunicado, complementando que as entidades estão preparadas para tomar as medidas necessárias.

A sarna “não é uma doença grave”, mas é contagiosa, alerta a autoridade. Esta doença pode causar comichão, erupções na pele e prurido.